As novas estátuas em Spitalfields

Olás #quarenteners!

Tudo certo por ai? por aqui tudo indo… dias desses sai pra caminhar. Sim, estamos de lockdown nacional pela terceira vez, mas podemos ter 1hora de exercicios ao ar livre. entao, saio para fazer o que mei gosto: bater perna pela cidade. andar meio que sem rumo. tirar fotos. ler placas. Observar arquitetura. Cidade com mais de 2 mil anos não me cansa!

Já fazia um bom tempo que eu não perambulava pela região de Spitalfields Market, nordeste de Londres. Adoro o clima alternativo da região e uma das minhas feiras favoritas. O market – obviamente – não está funcionando e acredito que não preciso explicar o porquê. Mas isso não tira o charme do lugar e fui lá, ver essa parte da cidade numa versão mais calma. Aí ví no noticiário que tinham instalado novas esculturas por lá. Então…

Continuar lendo

“Remembering a brave new world” no Tate Britain

Olás #quarenteners!

Vamos falar um pouco de arte? Em uma das minhas andanças – 1 hora de exercicio ao ar livre é permitido durante a quarentena, lembra? – eu passei em frente ao Tate Britain. Tinha esquecido de uma exibição que estava lá desde Outubro e foi extendida até o final de Fevereiro. Então…

A exposição a qual me refiro é a “Relembrando um admirável mundo novo” feita pela artista plástica Chila Kumari Singh Burman.

Esta instalação toda em neon, combina mitologia hindu, Bollywood, história colonial e memórias pessoais. A inspiração veio das visitas durante a infância à Blackpool – uma espécie de Las Vegas Inglesa, mas em bem menor escala! – e à van de sorvete de sua família.

A artista cobriu a fachada da Tate Britain com vinil, enfeites e luzes com imagens de Kali, a deusa hindu da libertação e do poder. Burman é celebrada por sua prática feminista radical. A exibição foi comissionada para o período de Diwali, o Festival da Luz. Festival típico que celebra novos começos, o triunfo do bem sobre o mal, da luz sobre as trevas. O objetivo é relembrar que um admirável mundo novo se inspira nas lutas e vitórias do passado para oferecer esperança de um futuro melhor.

O Tate Britain fica as margens do Rio Tâmisa e obviamente está fechado por causa da pandemia do Covid-19. Mas super vale a visita. O endereço é Millbank, Westminster, London SW1P 4RG.

Bjinhos,

Cibele

Van Gogh no Tate Britain

Olás!

Hoje venho postar uma dica cultural em Londres. O Tate Britain está com uma exibição linda do pintor holandês, Vincent Van Gogh.

Eu particularmente conheço uma meia dúzia de quadros dele, mas tenho muita curiosidade pela vida do artista – ele tem uma história um tanto quanto triste –  e fiquei animada com a idéia de aprender um pouco mais. Então, corri lá!

Eu já comentei que para mim, uma das grandes graças de morar em Londres é a oportunidade de ver e viver aquilo que aprendi na escola, pelos livros de história e geografia, pelas revistas, pela tv. Então quando oportunidades do tipo “ver os girassóis de Van Gogh” batem na porta, eu corro abrir! Continuar lendo